Web desaprova candidatura de Mandetta para 2022

Ex-ministro quer “promover a revolução de uma década” ao lado de Sergio Moro

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta virou assunto nas redes sociais por causa de suas declarações ao programa Ponto a Ponto, da BandNews TV. Disposto a concorrer à Presidência em 2022, tendo o ex-ministro Sergio Moro como seu vice, o democrata afirmou que vai estar em praça pública lutando por algo em que acredita.

– Se o Democratas acreditar na mesma coisa, eu vou. Se o Democratas achar que ele quer outra coisa, eu vou procurar o meu caminho. Eu vou achar o caminho. Como candidato, ou carregando o porta-estandarte do candidato em que eu acreditar. Mas que eu vou participar ativamente das eleições, eu vou – declarou Mandetta, que não descarta uma candidatura a governador ou senador.

O médico ainda criticou o presidente Jair Bolsonaro e disse que não haverá polarização em 2022. Mandetta afirmou que pretende respeitar as individualidades “e promover a revolução de uma década”.

– Em 2022, polarização, com certeza, não. Se a gente conseguir um grande acordo, um grande caminho pelo centro democrático- não por esse centro fisiológico aí que está fazendo essa nova base de sustentação. Mas um centro bacana, que respeite as individualidades, que eu não tenha que decidir se o cara é gay, se o cara é hetero, se o cara é alto, se o cara é baixo. Você tem que respeitar as pessoas nas suas questões individuais e promover a revolução de uma década. Porque essa, de 2010 a 2020, foi jogada na lata do lixo.

Nas redes, apoiadores do governo fizeram duras críticas ao ex-ministro. Um internauta chegou a acusar Luiz Henrique Mandetta de ter usado a pandemia para conseguir palanque.

Siga-nos no Twitter

Este é o Painel DN

O Painel DN é um veículo jornalístico conservador, com a missão de levar ao leitor notícias diárias, análises e comentários sobre os fatos mais relevantes relacionados a assuntos políticos, econômicos, internacionais, sociais e culturais. O jornalismo do Painel DN entende que a transmissão e relato fidedigno dos fatos constituí a missão mais importante da atividade jornalística, já que a opinião pública em qualquer democracia se forma justamente através das notícias.

Newsletter Gratuita

Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita e receba em primeira mão as notícias mais importantes.

Veja nossas  Políticas de Privacidade

Matérias Relacionadas