Renato Feder é escolhido como novo ministro da Educação

Economista dirige a Secretaria de Estado da Educação do Paraná

Atual secretário estadual de Educação do Paraná, o economista Renato Feder foi a escolha do presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Educação. A decisão aconteceu, nesta sexta-feira (3), três dias depois da saída de Carlos Alberto Decotelli.

Feder já havia se reunido com o presidente antes mesmo da entrada de Decotelli. Na reunião que tiveram, o chefe do Executivo destacou que umas das principais missões do MEC será apoiar estados e municípios no uso de tecnologia para aulas remotas e na retomada de atividades.

Renato Feder, presidente da fabricante de eletrônicos Multilaser, em São Paulo.

Mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Renato Feder foi professor da Educação de Jovens e Adultos e lecionou matemática por dez anos. O novo ministro j´afoi diretor de escola por oito anos, além de ter sido assessor voluntário da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e ter atuado como empresário do setor de tecnologia.

Siga-nos no Twitter

Este é o Painel DN

O Painel DN é um veículo jornalístico conservador, com a missão de levar ao leitor notícias diárias, análises e comentários sobre os fatos mais relevantes relacionados a assuntos políticos, econômicos, internacionais, sociais e culturais. O jornalismo do Painel DN entende que a transmissão e relato fidedigno dos fatos constituí a missão mais importante da atividade jornalística, já que a opinião pública em qualquer democracia se forma justamente através das notícias.

Newsletter Gratuita

Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita e receba em primeira mão as notícias mais importantes.

Veja nossas  Políticas de Privacidade

Matérias Relacionadas