Proprietário de instituto de pesquisa responde processos por fraudes

A ultima polêmica foi em uma rede social onde a esposa do suposto sócio de Tony, teria sido enganado.

O empresário Tony Ueno, proprietário do AJ. Ueno Instituto de Pesquisas, foi condenado pela Justiça Eleitoral a pagar R$ 5 mil de multa por remunerar o Facebook com objetivo de impulsionar pesquisa eleitoral onde o candidato Marquinhos Trad (PSD) aparece em primeiro lugar nas intenções de voto. Segundo a decisão judicial, a medida visava que a pesquisa mais notoriedade na rede social, o que é proibido por Lei. 

O empresário é reincidente em questões relacionadas a pesquisas eleitorais. Em 6 de setembro uma de suas pesquisas foi impugnada pela Justiça Eleitoral, por indícios de fraude e irregularidades no numero de entrevistados, ausência de indicação de fonte pública dos dados utilizados e custo dos serviços prestados. 

Em outro caso de descumprimento da legislação, o Ministério Público Eleitoral instaurou Termo Circunstanciado Eleitoral para apuração da infração penal prevista no art. 33, § 4º, da Lei n. 9.504/1997 (pesquisa fraudulenta).  

A decisão é da juíza Eucelia Moreira Cassal, da 8ª Zona Eleitoral de Campo Grande, divulgada nesta semana. A denúncia foi feita pela Coligação Juntos por Campo Grande, da candidata Rose Modesto (PSDB), e pedia condenação também para o candidato do PSD, alegando que o empresário e radialista é filiado ao mesmo partido dele e ‘apoiador notório’ do mesmo. 

Porém a magistrada entendeu não haver provas de que houve participação do candidato Marquinhos Trad ou da coligação dele no impulsionamento da pesquisa.

Em sua defesa, Tony Ueno admitiu ter impulsionado a pesquisa no Facebook, porém alegou ter feito isso em um contexto jornalístico, pois é radialista e queria promover a rede social do programa de rádio que apresenta. Também disse que não fez nenhum comentário ou outra ação que privilegiasse o candidato do PSD.

Polêmica nas Redes

Nos últimos dias uma denuncia ganhou as redes sociais, onde a esposa de Molina, sócio de Tony, teria tomado ‘rasteira’ do proprietário do instituto de pesquisa e o expos nas redes sociais. Segue as imagens.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 123383355_671421140408767_6888415337492982096_n-498x1024.jpg
POLÊMICA Denuncia foi realizada em rede social.
Siga-nos no Twitter

Este é o Painel DN

O Painel DN é um veículo jornalístico conservador, com a missão de levar ao leitor notícias diárias, análises e comentários sobre os fatos mais relevantes relacionados a assuntos políticos, econômicos, internacionais, sociais e culturais. O jornalismo do Painel DN entende que a transmissão e relato fidedigno dos fatos constituí a missão mais importante da atividade jornalística, já que a opinião pública em qualquer democracia se forma justamente através das notícias.

Newsletter Gratuita

Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita e receba em primeira mão as notícias mais importantes.

Veja nossas  Políticas de Privacidade

Matérias Relacionadas