_DN INDICA

Exército Vermelho libertou Auschwitz – mas só depois de matar 22 mil poloneses

A galera “eu estudei História”, que vive de clichês que todos nós sabíamos repetir desde os 12 anos sobre o século XX (e que dificilmente preenchem um parágrafo de 5 linhas), está entusiasmada em prosseguir com a Operação Salva-Stalin, atualmente em marcha acelerada no Brasil.

Aproveitando-se do dia em que o campo de concentração de Auschwitz foi libertado, esquerdistas resolveram passar um dia sem disfarçar que são comunistas defensores da ditadura do proletariado e partiram para a exaltação da União Soviética, do Exército Vermelho e de Stalin…

Leia mais sobre o artigo de Flavio Morgenstern para o Senso Incomum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *