Nacionalista e anti-globalista, Le Pen anúncia candidatura contra Macron

Marine Le Pen oficializa candidatura à Presidência da França em 2022.

“Refleti muito e decidi tomar esta decisão”— foi desta forma que Marine Le Pen, líder do partido nacionalista francês Rassemblement National, oficializou a intenção de disputar à Presidência da França nas eleições de 2022 contra o atual presidente, Emmanuel Macron. O jornal Le Figaro relata a decisão com base numa conferência de imprensa realizada na última quinta-feira, em Nanterre.

Já estou a preparar as eleições presidenciais”, anunciou. “Emmanuel Macron lançou a campanha presidencial, não vou deixá-lo correr sozinho”, alertou.

Esta será a terceira vez consecutiva que Le Pen concorrerá ao cargo mais importante do sistema político francês, tendo de ano para ano aumentado o número de votos conquistados e atraído seguidores e apoiadores. Quando questionada se esta seria a sua última campanha, Le Pen respondeu apenas: “(Se for eleita), terei que concorrer à minha reeleição …”

Na última eleição presidencial da França, Le Pen disputou o segundo turno contra Macron, que acabou eleito. Agora, com a queda da popularidade de Macron e com sua improvável reeleição, esta pode ser a chance de ouro da nacionalista francesa. Outro fator que pesará na próxima eleição é o surgimento de partidos nacionalistas que têm obtido grandes vitórias contra o establishment globalista do parlamento europeu.

Representante desta corrente, Le Pen tem ganhado destaque nós últimos anos por suas críticas às políticas de imigração em massa na França, apoiadas por Macron e que têm sido fortemente questionadas por parte dos franceses que já enxergam os efeitos negativos de tais políticas “multi-culturalistas”.

Siga-nos no Twitter

Este é o Painel DN

O Painel DN é um veículo jornalístico conservador, com a missão de levar ao leitor notícias diárias, análises e comentários sobre os fatos mais relevantes relacionados a assuntos políticos, econômicos, internacionais, sociais e culturais. O jornalismo do Painel DN entende que a transmissão e relato fidedigno dos fatos constituí a missão mais importante da atividade jornalística, já que a opinião pública em qualquer democracia se forma justamente através das notícias.

Newsletter Gratuita

Não perca nenhuma notícia.

Inscreva-se em nossa newsletter gratuita e receba em primeira mão as notícias mais importantes.

Veja nossas  Políticas de Privacidade

Matérias Relacionadas